O que é Acupuntura?

A Acupuntura é parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa, cuja técnica de tratamento consiste basicamente na inserção de agulhas através da pele e nos tecidos subjacentes, em pontos específicos do corpo, os pontos de acupuntura, produzindo efeito terapêutico. Os pontos de acupuntura podem também ser estimulados por pressão, emissão de calor, estímulos elétricos e lasers.

A milenar Medicina Tradicional Chinesa compõe-se de um acúmulo de conhecimentos baseados na observação dos fenômenos da natureza e na compreensão dos princípios que regem a harmonia nela existente, permitindo entender que o universo e o ser humano estão sob as mesmas influências. Desta forma, pressupõe que os fenômenos que ocorrem na natureza atuam no funcionamento do corpo humano. Assim, direciona os processos terapêuticos buscando harmonizar o corpo e a mente, tendo uma visão holística do ser humano. Possui diversos métodos terapêuticos tais como a dietoterapia, o uso de ervas medicinais (fitoterapia), massagens energéticas como Tui-Na, exercícios tipo TAI-CHI-CHUAN, o Treinamento Interior e o uso da ACUPUNTURA, o mais difundido e utilizado entre eles.

A palavra acupuntura é derivada do Latin (“acus”: agulha e punctio: punção) e os registros históricos mostram que as antigas agulhas chinesas datam da era Neolítica (há mais de 4.000 anos) e seu uso acompanha o desenvolvimento da Medicina Tradicional Chinesa. A acupuntura utiliza agulhas, aplicação de calor (moxas), laser e outros instrumentos em locais anatomicamente definidos como pontos de acupuntura. A aplicação da Acupuntura tem por objetivo prevenir, atenuar e curar doenças através da aplicação e manipulação de agulhas que são introduzidas em pontos específicos do corpo humano atuando no organismo através da aceleração dos processos regenerativos, da normalização das funções orgânicas de regulação e controle, da modulação da imunidade, da promoção de efeitos analgésicos e antiinflamatórios, da harmonização das funções endócrinas, autonômicas e mentais. Para isso, o médico acupunturista entrevista, examina e avalia clinicamente o paciente e define a indicação ou não do uso da Acupuntura em cada caso. Uma vez indicada, o médico acupunturista estabelece um conjunto de pontos para aplicação, uma freqüência para as sessões de acupuntura e uma estimativa de tempo de duração do tratamento. Ainda, avalia a necessidade da solicitação de exames complementares, realiza orientações gerais quanto à alimentação e outras condutas do paciente conforme cada situação e analisa a necessidade de atendimento conjunto por médicos especialistas e outros profissionais da saúde, buscando estabelecer um plano terapêutico para o atendimento integral às necessidades do paciente.

No Brasil, a Acupuntura foi reconhecida como especialidade médica em agosto de 1995, e está inserida no SUS desde o ano de 1988.